Uncategorized

Sentindo a vida

      

Em uma cultura dominada pela busca do prazer imediato, o ser humano tende a racionalizar tudo perdendo o contato com seu eu  interior, a “ vida não manifesta”.
 
A vida num sentido mais macro envolve questões como questionar e buscar um sentido para o viver, para que o ser humano possa se lançar no mundo(devir) e conjuntamente voltar o olhar para o seu mundo interior.    
 
Essa tomada de consciência se faz necessária para que possam  insights acontecer. Quanto menor for o espaço entre a percepção e o pensamento, mais consciente for o ser humano, mais ele  deixará de ser prisioneiro de  sua  mente.
 
Parafraseando o cantor Gonzaguinha “E a vida o que é o que é meu irmão?”
 para uns a vida é viver, para outros a vida é sofrer …  sempre  desejada por mais que esteja errada”.
Essa forma de interpretar  os fatos é que faz o ser humano sentir a vida como plena ou fragmentada, valorizando ou não seu estado de ser.
 
Para estar no presente, é essencial para que tome consciência de seu ser, deixar o estado de vítima, passar a agir ao invés de reagir.
Se não há nada a fazer aceitar a situação e abandonar toda a resistência, deixar de ser algoz de si mesmo buscando um novo olhar para os fatos.
 
Perceber que a felicidade vem do interno e não das coisas externas, ou seja, de dentro para fora, nem o  passado, nem pessoas e coisas interferem  em sua vida; isso leva o ser humano ficar  mais consciente do presente, deixar  de ser joguete de  padrões de comportamentos doentios, ser a qualidade do seu pensar e sentir.
Podendo fracassar nos seus projetos externos pois  não tem controle de tudo , mas não impedirá de ter pleno sucesso em seus projetos internos.
 
Portanto se tem dificuldades de  se sentir , experimente praticar  respiração longa, meditação, ficar  atento a si mesmo, às coisas e tarefas, sentimentos,
pessoas,fatos no mundo que te rodeia  ….
 
Ao tomar banho preste atenção em cada movimento, ao conversar com alguém entregue-se a esse momento, ao trabalhar dedique seus pensamentos a sua tarefa, assim poderá perceber o céu, a natureza que o rodeia, estará sempre no presente,no aqui e agora.
Sentirá a vida pulsar dentro de si.
 
Pensar que “Viver é ter vontade”.
 
Dra. Maria de Fatima A. Martins
Terapeuta cognitiva/comportamental
 
                       Vida
 
 
“Existe somente uma idade pra gente ser feliz,
somente uma época na vida de cada pessoa
em que é possível sonhar e fazer planos
e ter energia bastante para realizá-las
a despeito de todas as dificuldades e obstáculos. Uma só idade pra gente se encantar com a vida e viver apaixonadamente
e desfrutar tudo com toda intensidade
sem medo, nem culpa de sentir prazer. Fase dourada em que a gente pode criar
e recriar a vida,
a nossa própria imagem e semelhança
e vestir-se com todas as cores
e experimentar todos os sabores
e entregar-se a todos os amores
sem preconceito nem pudor. Tempo de entusiasmo e coragem
em que todo o desafio é mais um convite à luta
que a gente enfrenta com toda disposição
de tentar algo NOVO, de NOVO e de NOVO,
e quantas vezes for preciso.

Essa idade tão fugaz na vida da gente
chama-se PRESENTE
e tem a duração do instante que passa.”

 
Fabrício.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s