Uncategorized

Como Tratar Fibromialgia

FIBROMIALGIA x MCKENZIE

fibromialgia foto

Por Maria dos Reis (paciente que se tratou com Dra. Francisca Resende, pelo Método Mckenzie)

Quem já recebeu um diagnóstico de fibromialgia sabe o que é conviver com dor diuturnamente.

É uma tortura. Principalmente quando se le e se ouve a sentença de não ter cura, algo como ter que aprender a conviver com a dor.

Se a pessoa fica muito tempo numa posição, lendo, fazendo algum trabalho manual, ou no computador…ao se levantar, tem-se a impressão de estar dentro de uma armadura de ferro, daqueles soldados romanos.

Tudo dói, tudo pesa no corpo.

A tendência é sair de fininho, deitar-se, e esperar a dor aliviar.

Agora vem o melhor da Estória:

MACKENZIE me salvou, espero ajudar você também.

 

Descobri no consultório da minha fisioterapeuta- Dra.Francisca Resende em Sete Lagoas algumas coisas que não sabia:

Primeiro – A imobilidade só agrava a dor.

Segundo – Ninguém precisa conviver com dor.

Duas descobertas que me deram uma nova esperança.

A Dra.Francisca me ensinou vários exercícios e posturas, que devo praticar diariamente.

Além disso, mantenho atividade física regular.

Eu entrei no consultório cheia de dores e saí sem elas.

Havia tanto tempo que eu convivia com a dor, que ao ficar livre delas quase me sentia flutuando…tamanha alegria.

Mesmo que fosse só por alguns momentos, já me dava por satisfeita.

Mas, acreditem, não foi uma melhora momentânea.Estou me sentindo muito bem, 6 meses depois.

Assim como está sendo bom para mim, pode ser para você também. Boa sorte.

 

O Que É Fibromialgia?

A fibromialgia é uma doença que se caracteriza por dores crônicas em várias partes do corpo, muito comum, que afeta mais as mulheres que os homens em 90% dos casos, com um pico de incidência entre os 30 e os 50 anos de idade, podendo manifestar-se também em crianças, adolescentes e indivíduos mais idosos.
Uma sensação de fadiga geral, rigidez articular, insônia e desordens do sono (o sono é superficial e não reparador: a pessoa desperta mais cansada do que quando se deitou), ansiedade, depressão, alterações do humor, alergias, síndrome do tarso, dores de cabeça, tonturas, uma sensação de que tudo dói, sensação de dormência e formigamento, dor abdominal com momentos de prisão de ventre alternados com diarréia e uma intolerância a exercícios.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s