Uncategorized

POSTURA E DOR LOMBAR

Uma grande quantidade de pessoas se queixam de dor nas costas, em maior ou menor grau. Por vezes, essa dor se estende para as pernas, aumentando o desconforto.
E a estatística é alta, sendo a queixa maior nos tratamentos de fisioterapia. Estima-se que 80% da população já experimentou ou experimentará dores nas costas em algum período de sua vida. É, sem dúvida, uma doença com grande impacto para a economia mundial, pois acomete principalmente a população economicamente ativa e é responsável por um grande número de afastamentos e indenizações trabalhistas.
Inúmeros são os fatores na origem e manutenção da dor, mas como fisioterapeuta que lida com tratamento de coluna e reeducação da postura, aponto como uma das causas mais frequentes, o desequilíbrio postural.
As vértebras são estruturas ósseas compostas por um corpo vertebral, processos espinhosos e transversos, por onde ancoram os ligamentos. Sobrepõem-se de maneira harmoniosa, ligadas umas com as outras por discos intervertebrais, processos articulares, ligamentos e musculatura espinhal.

O disco intervertebral é uma estrutura composta por uma capa fibrosa embebida em gel, localizada entre as vértebras e tem o papel de absorção de energia mecânica, assim como um amortecedor, através da deformação elástica ao receber os esforços solicitados. 

Se observarmos um indivíduo sadio de lado, notaremos duas curvas côncavas: uma lombar e uma cervical e uma dorsal convexa.

Image result for fotos de pessoas fazendo flexibilidade
Para que a coluna vertebral funcione em harmonia, deve haver equilíbrio entre as curvas fisiológicas, força muscular e flexibilidade o suficiente para suportar as cargas a ela submetidas. Havendo quebra deste equilíbrio, tanto por curvas anormais, quanto por desequilíbrios musculares, haverá, invariavelmente, disfunção e dor.

É preciso dar mais atenção aos sintomas que geralmente aparecem antes de um estrago maior das estruturas da coluna, que são rigidez e dor/queimação.

Normalmente são pouco valorizados por serem esporádicos ou por evitação de situações que sabidamente fazem a dor aparecer.

As pequenas rupturas são responsáveis pela situação descrita, podendo evoluir  para a  ruptura da “capa fibrosa” dos discos intervertebrais e extravasamento do seu “gel”, comprimindo estruturas adjacentes, ou seja, para a hérnia de disco,quando a dor se localiza também no membro inferior.

Geralmente, isto é causado por esforço súbito em flexão e rotação lateral do tronco, como, ao se levantar peso de maneira inadequada, sendo que a dor pode irradiar-se para baixo, chegando até os pés e, em alguns casos, havendo perda de força e sensibilidade.

Também é causa freqüente a manutenção da posição sentada por tempo prolongado, o  que promove grande deformação no disco intervertebral.

É importante buscar uma boa postura, mantendo hábitos que possibilitem viver livremente , com energia e sem dor.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s