Depoimentos de Pacientes

 Depoimentos de 2013:
* “Por Maria dos Reis (paciente que se tratou com Dra. Francisca Resende, pelo Método Mckenzie):
Quem já recebeu um diagnóstico de fibromialgia sabe o que é conviver com dor diuturnamente.É uma tortura. Principalmente quando se le e se ouve a sentença de não ter cura, algo como ter que aprender a conviver com a dor.Se a pessoa fica muito tempo numa posição, lendo, fazendo algum trabalho manual, ou no computador…ao se levantar, tem-se a impressão de estar dentro de uma armadura de ferro, daqueles soldados romanos.

Tudo dói, tudo pesa no corpo.

A tendência é sair de fininho, deitar-se, e esperar a dor aliviar.

Agora vem o melhor da Estória:

MACKENZIE me salvou, espero ajudar você também.

Descobri no consultório da minha fisioterapeuta- Dra.Francisca Resende em Sete Lagoas algumas coisas que não sabia:

Primeiro – A imobilidade só agrava a dor.

Segundo – Ninguém precisa conviver com dor.

Duas descobertas que me deram uma nova esperança.

A Dra.Francisca me ensinou vários exercícios e posturas, que devo praticar diariamente.

Além disso, mantenho atividade física regular.

Eu entrei no consultório cheia de dores e saí sem elas.

Havia tanto tempo que eu convivia com a dor, que ao ficar livre delas quase me sentia flutuando…tamanha alegria.

Mesmo que fosse só por alguns momentos, já me dava por satisfeita.

Mas, acreditem, não foi uma melhora momentânea.Estou me sentindo muito bem, 6 meses depois.

Assim como está sendo bom para mim, pode ser para você também. Boa sorte.”

———————————————————————————————–

 

 

*”Eu, Carlos José de Souza, residente nesta cidade de Sete Lagoas, 68 anos de idade, vou revelar como vivo hoje, sem dor e sem medicamentos:

Tinha apenas 32 anos de idade, quando em um campo de futebol, senti dores horríveis no joelho. Há princípio achei que fosse apenas uma contusão, mas com o tempo foi agravando. Não funcionava mais o método caseiro que usava como: Toalhas quentes, pomadas, repouso e analgésico.
Aos 35 anos procurei um Clínico Geral, que durante a consulta, suspeitou que pudesse ser reumatismo. Receitou antiflamatórios.
Estes prejudicaram os meus rins, chegando quase a hemodiálise. Por fim o diagnóstico da última consulta foi o seguinte: infelizmente você vai ter que conviver com esta situação o resto da vida.
O tempo foi passando, eu não saía mais de casa, vivia com o joelho inchado, usando muletas, banhando o local com água quente ou às vezes colocava gelo, tomando sempre anti inflamatórios injetáveis ou comprimidos.
Uma tarde de sábado, minha filha e meu genro estiveram em minha casa, convidando-me para irmos passear juntamente, com os meus netos, na feirinha do centro.
Como sempre não pude acompanhá-Ios, devido às condições em que me encontrava.
Preocupados disseram o seguinte: Vamos marcar uma consulta com a Dra. Francisca que se credenciou no método Mckenzie e, pesquisando sobre o assunto temos quase certeza que você vai se sentir melhor.
A consulta foi marcada para o dia 13 de dezembro de 2011.
Foi mais ou menos 01 hora de entrevista, observações e anotação de tudo que eu relatava.
Depois  do tratamento, posso dizer que hoje estou curado.
Brinco com os meus netos, danço com a minha esposa, ando de bicicleta e não sinto mais dores.
Quero deixar uma mensagem para vocês leitores:
Vivam bem, sem remédios e sem dor”.
Carlos José de Souza
———————————————————————————————–

*”Tratamento Fisioterápico realizado em mim, Maria Auxiliadora Matos de Melo, pela Dra. Francisca Resende.

Procurei pela Dra. Francisca Resende por estar sentindo fortes dores no ombro direito o que dificultava demasiadamente os movimentos normais com o braço direito em qualquer sentido.

Após avaliação feita por ela, foram prescritas inicialmente cinco sessões de tratamento fisioterápico, através do Método Mckenzie, com exercícios e mobilizações escapulares e articulares.

A mobilização articular refere-se às técnicas de fisioterapia manual usadas para modular a dor e tratar disfunções articulares que limitam a amplitude de movimento.

Segundo a fisioterapeuta, tais exercícios promovem o movimento ideal, sem dor, mantendo a extensibilidade da articulação.

Depois de duas sessões realizadas, foi feita uma reavaliação fisioterápica onde foi possível notar uma evolução positiva do tratamento. O tratamento continuou por mais três sessões após as quais, uma melhora considerável do grau de amplitude de movimento na articulação do ombro se verificou.

Finalmente, foi possível não sentir mais dor ao repouso, e atualmente, realizo as atividades da vida diária sem nenhum esforço ou dor.

Portanto, me foi possível notar que o tratamento pelo Método Mckenzie foi indispensável a fim evitar a progressão da patologia, principalmente incapacidades, bem como proporcionar melhor qualidade de vida.”

 

 

———————————————————————————————–
Tenho muitos problemas na coluna vertebral e nas articulações do quadril.
Passei por uma fase difícil, com muitas dores e limitações físicas, o que me levou a consultas com vários especialistas e, em consequência, a licenças médicas.
Fiz muita fisioterapia, tomava medicamentos para combater dor, fibromialgia e depressão.
Através da Dra. Francisca, conheci o Método Mackenzie.
Não tomo mais remédios.
Alívio, bem-estar! É o que melhor define a fase que estou vivendo.
 Depoimento de Arminda C.A.França Paiva
———————————————————————————————–
Eu percebí certo dia que estava com algum problema no meu caminhar.
Estava jogando o meu pé esquerdo, ele estava sem forças, “bambo” como dizia, não aceitava meu comando.
Preocupada recorri à Dra Francisca Resende que após uma minuciosa avaliação recomendou-me procurar um especialista em neurologia pois a falta de força era acentuada, que confirmou o diagnóstico dela e me acalmou não encontrando fator neurológico no problema.
Não sei se em decorrência deste problema me surgiu outro na coluna.
Durante o tratamento e a Dra. Francisca com seu método Mckenzie de tratamento, com poucas sessões  me curou.
Fui orientada a realizar exercícios simples em casa com número limitados de movimentos, a bem da verdade bem fáceis, e a ter cuidados aom a postura na vida diária.
Não sinto mais nada! e sempre estou sugerindo a um amigo e outro, que reclamam de dor, o tratamento da dra Francisca.
Depoimento da sra. Circele Fernandino
Anúncios

2 comentários em “Depoimentos de Pacientes

  1. Tenho problemas no joelho. Rompimento dos meniscos e em consequência gasto da cartilagem. Sinto muita dor. Já fui a vários médicos e todos falaram que eu não posso operar o menisco porque já passei dos 60 anos. Tenho 66. E não posso colocar prótese ainda. Tentei acho que este método mckenzie com Dr. José Liberato, considerado um dos papas do método, e não obtive nenhum resultado. Será que eu terei de conviver com esta dor? O a Dra. me aconselha?

    Curtir

    1. Bom dia Merilenen,
      Gostaria de conversar com você, para saber mais detalhes do seu problema, porque se não melhorou com uma técnica específica, tenho outras possibilidades para ajudá-la.
      Faça contato comigo para conversarmos a respeito disso.
      fico aguardando.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s